5
nov 2015
Posted By: In: BIO.COMBRASIL 2015, IBIOM NEWS, 0 Comments

O Bio.Com Brasil terá como temática “Sustentabilidade e Competitividade” e será realizado nos dias 12 e 13 deste mês

Por: Painel Florestal

Nos dias 12 e 13 deste mês será realizado, na Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis, o Simpósio Bio.Com Brasil, que tem como tema “Sustentabilidade e Competitividade”. O simpósio é visto como uma oportunidade de encontro e diálogo entre os atores chaves da cadeia de valor de biomassa e para a formulação de propostas concretas sobre temas ligados às políticas públicas, pesquisa tecnológica, financiamentos, normativas e incentivos no uso da biomassa combustível.

Realizado pelo Ibiom – Instituto da Biomassa Energética – o evento é coordenado Marli Luisa Juarez. “Estamos impressionados pela quantidade de empresários, engenheiros, consultores e pesquisadores das mais variadas áreas da cadeia da biomassa energética que estão interessados neste evento e em contribuir para o desenvolvimento do setor. Além dos palestrantes, muito dos inscritos estão bastantes solícitos na troca de informações e vêm apresentando suas inovações – algumas recentemente desenvolvidas e que são extremamente importantes para o setor da biomassa combustível”, detalhou.

Em uma reunião realizada com um consultor europeu, Marli Luisa Juárez disse que houve um interessante feed back do que representa o mercado nacional da biomassa. Para os europeus, o Brasil possui muitas tecnologias e um imenso potencial para produção de biomassa, porém, até então não foi nem tocado. “Temos certeza deste potencial e neste contexto sabemos que se não estivermos preparados com estratégias bem articuladas e investimento no desenvolvimento tecnológico nacional, perderemos uma boa oportunidade de aumento na produção nacional, tendo em vista a existência de um mercado de produtos importados bastante competitivo. Ao mesmo tempo, precisamos promover políticas de apoio a organização do setor e abertura de novos mercados”, observou.

O simpósio vai trazer discussões sobre o mercado dos países da Europa e o mercado no Brasil, normatização da biomassa, florestas energéticas, logística e políticas públicas. Outro aspecto importante é a segurança de suprimento de matéria prima. “O Brasil possui capacidade territorial e tecnológica para se tornar o maior produtor de florestas energéticas do mundo. Dentro dessa perspectiva, o simpósio traz a discussão junto a representantes do governo, investidores e das agências de fomento”, disse Guilherme Pedroni, engenheiro mecânico e colaborador técnico do Ibiom. O evento é gratuito.

Sorry no comment yet.

LEAVE A COMMENT

You must be logged in to post a comment.